Dashboards que não dizem nada

Sabe quando você olha para uma tela com gráficos de vendas cheios de informações e cores, mas muitas vezes não passa de um monte de dados irrelevante e poluição visual? 

Empresas estão constantemente em busca de saber como melhorar seu negócio, e a resposta é simples: 

É preciso ter controles inteligentes para monitorar as vendas e estes controles precisam ser de fácil aplicação, não uma ferramenta que traga mais trabalho.

Hoje estou aqui para te ensinar como é, e o que você, como líder precisa monitorar para alavancar seu negócio. Um monitoramento simples e que sirva como seu aliado na hora da tomada de decisão.

Vamos lá?

Ter um cronograma de vendas

Antes de começar a falar sobre as ferramentas que irão nos ajudar nesse monitoramento, vamos falar de uma prática indispensável, a criação de um cronograma e metas semanais. 

O monitoramento de vendas se dá início na análise da produtividade da equipe, ou seja, no acompanhamento e na organização da agenda de cada vendedor e de seus resultados.

Ter um controle visual irá te trazer uma visão da produtividade do time, e entender quais são os problemas que precisam ser trabalhados.

Cabe ao líder acompanhar o cronograma das vendas regularmente e entender por que alguns vendedores decaem sua produtividade em alguns momentos da semana, com isso as questões que precisam ser analisadas são:

  • Qual o melhor dia das vendas;
  • Porque a queda em algum período da semana;
  • Quais são os dias mais produtivos e quais foram as ações tomadas nesse dia para haver esse aumento?

Pipeline e funil vendas

Pipeline ou funil de vendas é uma das ferramentas mais úteis para o controle do volume de vendas e previsões. Esse recurso poderoso pode ajudar a controlar cada etapa da venda, de forma simples.

O funil de vendas é dividido em topo, meio e fundo. Sempre que um consumidor avança uma fase ele deixa em evidência um compromisso em relação à sua meta de compra, por isso, é o método mais eficaz de medir a concentração de propostas de negócios. Ele simplesmente determina aquilo que sua empresa oferece e reverte em vendas de fato.

Os estágios do funil e as análises que o líder de venda pode ter com o uso do mesmo são:

– Quantos clientes precisamos fomentar para ter o número de compradores que precisamos?

– Qual o tempo do ciclo de vendas e quantos negócios demoram demais para se tornarem qualificados?

– Quantas vendas evoluem e quantas se perdem por falta de negociação eficaz?

– Quantos negócios são adiados

– Quais motivos de não venda?

– Porque estamos perdendo negócios.

Forecasting

O cálculo do forecast deve ser feito por meio de bases sólidas, consolidado em métricas concretas que são usadas constantemente, deixando de lado qualquer hipótese de “achismo” e incertezas.

Existem três indicadores importantes em seu negócio, sendo eles: ticket médio, taxa de conversão e valor médio de vendas. 

Com o valor médio de vendas obtido, é preciso multiplicar pelo número de leads ativos, ou seja, as oportunidades obtidas, sendo elas semanalmente ou mensalmente. Diante desses cálculos sabemos que será necessário uma série de consultas a serem feitas.

O forecast de vendas é um resultado que proporciona segurança para o negócio, possibilitando que a equipe e gestores trabalhem em cima de números concretos. 

A partir disso é possibilitado um melhor desenvolvimento, e a conquista em um espaço no mercado em longo prazo.

Quer saber mais sobre forecast? Leia nosso artigo sobre forecast de vendas.

Entendendo os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho, também conhecido como KPI – Key Performance Indicator  ou “Indicador chave de performance” são a métrica utilizada para acompanhar o desempenho do seu negócio. 

Como o próprio nome diz, os KPI’s são os indicadores chaves, ou seja, são dados que precisam ser monitorados constantemente para refletirem de forma objetiva sobre o desempenho e eficiência da empresa. 

Para as vendas alguns KPI’s bastante utilizados são: Quantidade de leads gerados e qualificados, taxa de conversão, ticket médio, ciclo de vendas entre outros. 

De longe percebemos que a equipe comercial é uma das que mais se beneficiam com o monitoramento de KPI’s de vendas. O acompanhamento desses indicadores são essenciais para a otimização constante de todo o processo de vendas.

Foque em dados

Sempre tenha a consciência que ter um bom CRM é uma segurança de

que terá dados valiosos fornecidos aos vendedores. No entanto ele só será um

aliado efetivo se o time de vendas compreender a importância de usá-lo.

Use e abuse da inteligência artificial

Quando abordamos Inteligência Artificial para a área de vendas surgem muitas incertezas sobre como ela será aplicada. 

A AI tem surpreendido o mercado com resultados surpreendentes para o setor de vendas, então os pontos positivos são visíveis.

Irá auxiliar a sua equipe a bater as metas, embora exista uma resistência nas equipes de relacionamento, a realidade é que a inteligência artificial jamais substituirá o contato humano.

O uso da inteligência artificial trará benefícios como a precisão de uso de dados, atribuição de territórios de vendas com base na pontuação preditiva das contas e oportunidades de expansão para novos mercados.

Comece a integrar a Inteligência Artificial no seu negócio com o nosso assistente virtual Jordan!

 O Jordan possui o Conversation mais avançado do mercado, fazendo com que perguntas, respostas e interações via voz melhorem sua rotina e ganhe tempo para que sua equipe foque na parte principal da venda.

 Para garantir que sua equipe tenha um grande desempenho e produtividade, Jordan ajudará  seu time a maximizar resultados, tendo como foco mapear o dia a dia da equipe de vendas buscando pela otimização de tempo.